sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Resenha: As Memórias Perdidas de Jane Austen - Syrie James

Resenhista: Adriana
Tema: Romance Histórico



Título: AS MEMÓRIAS PERDIDAS DE JANE AUSTEN
Autor: Syrie James
Edição: 1ª edição
Editora: Editora Record
Ano: 2013
Páginas: 314
Classificação: 5/5

" Por que eu sinto uma vontade súbita de relatar, em pena e tinta, um relacionamento de natureza tão pessoal que jamais assumi, não sei dizer."

Um dos maiores nomes da literatura inglesa, Jane Austen escreveu clássicos como Orgulho e Preconceito. Embora seus livros tenham interessantes histórias de amor, a vida amorosa da autora nunca foi considerada notável. Esse foi o ponto de partida para Syrie James, estudiosa de Austen criar uma versão romanceada da aclamada escritora. E se memórias escritas pela própria Austen fossem descobertas, revelando um grande caso de amor? Escrito em um estilo próximo ao da escritora britânica, As memórias perdidas de Jane Austen é um livro notável, irresistível para qualquer um que ame Jane Austen - ou grandes romances
Sinopse retirada do Skoob


Essa leitura foi extremamente rápida, mas demorei quase o mês inteiro pensando o que colocaria na minha resenha. Primeiro porque foi uma leitura tão gostosa, tão leve e ao mesmo tempo tão carregada de sentimentalismo que fiquei com aquela ressaca literária de saudade...

Meu esposo teve de me ouvir por dias dizer: Ai meu Deus! Será que isso realmente aconteceu??? E ele sempre misturando as bolas achava que eu me referia à Virginia Wolf... Não tive ainda o prazer de ler nenhuma obra dela, mas pelo sentimentalismo, tristeza e romantismo que beira o depressivo, posso dizer que são equivalentes. Também devo confessar que ainda não li nenhum dos romances da Jane Austen (autora retratada nesse livro), se assim o tivesse feito seria mais fácil a compreensão do que ela falava.
Então deixando de mimimi, o que achei do livro:

O livro são manuscritos da autora Jane Austen que foram encontrados em bom estado de conservação e estão minuciosamente sendo estudados e publicados.

Esse fala sobre AMOR. Sim, amor assim de letras exageradas e doloridas, sentidas em alto grau de urgência! Jane Austen morreu cedo, mas durante sua existência presenteou o mundo com seis livros que tratam de amor em sua essência. Nesses manuscritos ela descreve como poderia ela falar de amor sem nunca ter sentido o mesmo... 

Como ter a certeza de descrever as sensações causadas por um olhar lascivo se nunca foi beijada, amou, se casou, permitiu nenhum contato amoroso??? Talvez esse livro traga a você um mundo de descobertas a respeito dela que você nem sequer possa ser capaz de imaginar. Ou talvez imagine. 

Ela mostra em um diário a troca de cartas que teve com sua irmã e confidente e nos dá detalhes de um amor verdadeiro e puro. Mas o melhor é ver a descrição da dependência que ela por ser mulher, têm da necessidade de contratar casamento e assim ser "sustentada" como era padrão de moralidade da época. É delicioso imaginar os lugares por onde ela passa momentos tão significativos em sua vida, seus pensamentos e busca pela aceitação e publicação de seus livros!

Ela queria ser lida, eternizada, mas isso também a assustava. E nessas páginas adentramos nos momentos onde ela se desnuda por completo à tinta e papel, trazendo à nós os seus livros e seu talento para a escrita.


MINHA NOTA: 5 (numa escala de 5)
PERSONAGENS: 5 (de acordo com o que esperamos)
CAPA: 5 (parece um velho diário amarelado)
DIAGRAMAÇÃO: 5 (folhas amareladas, bom tamanho)
ESTÓRIA: 5 (romance delicioso)

E vamos aguardar Março com outra leitura!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário